segunda-feira, 26 de outubro de 2009

"Chifruda e Rabuda", como a mulher brasileira deve ser.

Nossa eu sou um monstro, que frase machista eu criei. Hoje lembrei que o halloween vem chegando, e me veio alguns personagens típicos da festa em mente. Pensei na diaba, e, por conseguinte, inventei essa frase doida e de forte impacto. Mas, antes de tudo, quero destacar que sou completamente contra a premissa da frase. Na nossa sociedade, e no nosso país, o que mais importa aos homens, principalmente, é a aparência, entrando aí em destaque alguns atributos físicos, como o bumbum. Já no quesito comportamento, características tais como submissão e dependência ainda contam pontos positivos por parte de alguns homens, já que a traição, infelizmente, tornou-se parte do "patrimônio cultural" brasileiro e essas carcaterísticas são ingredientes fundamentais para que a traição masculina não padeça.

Dessa forma, a personagem "diaba" traduz-se, em sua aparência, naquilo que os machistas buscam. Uma mulher que não se incomode de ser traída, o que pode ser simbolizado pelos chifres. E que seja "rabuda", o que pode ser simbolizado pelo rabo. As diabas também são carregadas de sensualidade e adoram uma sacanagem.

Na cultura brasileira, tornou-se comum a infidelidade. Tão comum que há mulheres que toleram esse desvio de conduta, e fingem que não estão vendo nada. Umas não se importam com essa condição, pois encaram isso com normalidade, pois "faz parte do sistema", enquanto outras ingerem essa tristeza e frustração só para elas, e suas autoestimas (avaliação subjetiva que uma pessoa faz de si mesma como sendo intrinsecamente positiva ou negativa em algum grau, seguindo a wikipédia) são estraçalhadas. Com baixo-estima, começam a afastar amigos, perdem a ambição e até mesmo enfraquecem seus sistemas imunológicos.

Tenho reparado que o número de mulheres solteiras vem aumentando a cada dia. Vejo que as mulheres estão se dando ao respeito e aprendendo a viver a vida saindo e curtindo muito. Aliás, "Viver a Vida", a atual novela das nove, é um belo reflexo de como a vida segue do lado de fora da telinha: coroas bem-sucedidos e casados metidos a garanhão saem atras das pistoleiras, ops, garotinhas de vinte e tantos anos, como se estivessem colecionando figurinhas para colar num álbum. Se é questão de ego, de tesão, autoafirmação, eu não sei. Mas que é patético ver os velhos gagás da novela se enroscando nas menininhas, ah se é.

A novela não mente em nada, isso é o que acontece no cotidiano. O dinheiro faz qualquer um ter superpoderes. Mas,infelizmente, essas cenas vão servir de incentivo e de exemplo para que os homens continuem agindo assim. Eu sei que o Manoel Carlos pretende fazer as mulheres se vingarem dos galinhas da novela: Helena vai largar o Jose Mayer - esqueci o nome do personagem rs -, que também vai perder todo seu dinheiro, e o irmão do José Mayer - também não sei o nome - vai levar um belo de um chifre da mulher. Mas aparecer um Thiago Larcerda - no caso da Helena - ou um Carlos Casagrande - no caso da personagem da Letícia Spiller - pra fazer a tal vingança é coisa só de novela, mesmo. E muitas brasileiras não estão querendo se dar ao trabalho de se separar e esperar alguém legal chegar.

O machismo e a prepotência dos homens ainda perdura, pois por mais que estejam caminhando para para garantir direitos iguais, os homens e as mulheres ainda estão muito longe de se equiparar. As mulheres devem cuidar sempre do físico, não deixar o lado profissional para trás, e buscar se superarem a cada dia. Infelizmente há muita mulher para pouco homem, levando em consideração também que há o fator do homossexualismo também, mas não é por causa disso que as mulheres tem que aceitar e se submeter a certas condições. Como li em algum lugar, "o amor foi inventado por D's, e casamento pelos homens". E o casamento é uma instituição falida. As mulheres não têm mais a necessidade de provar algo para a sociedade, não existe idade-limite para casar, e não existe mais com tanta força o preconceito contra as "solteironas". Como diria o título da novela das nove, não engula sapo, não esconda seus sentimentos e vá "Viver a Vida".

3 comentários:

Bruno P. Mariano disse...

Essa é a imagem do "ideal de mulher" que os brasileiros têm em mente. Só faltou o fato dela ser "perva" no seu post, para fechar o quadro.
Já aproveitando, passarei a acompanhar seu blog. Sempre que puder, dê uma olhada no meu blog compartilhado: http://provocamais.wordpress.com/
Blog pessoal:
http://bmariano.wordpress.com/

Maya disse...

Boa Bruno... era essa a palavra que eu tava tentando achar para colocar no texto e não me vinha à mente: Perversão!

A wild blumen disse...

Verdades inquestionáveis! Parabéns pela genialidade e quando quiser ler meus rabiscos vá ao meu blog:
vidavegetal1.blogspot.com
não é sobre dieta, é sobre cotidiano, já que apenas posso olhar a vida sem vivê-la, como as plantas.