terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

O recalcado.

Estamos numa cidade onde transbordam recalcados. Cuidado, que algum deles pode cair bem em cima da sua cabeça! Às vezes sabemos, mas às vezes também não sabemos quem são. Podemos rotular errado, mas em 90% das chances, estamos certos. Para combatê-los, basta fortalecer sua autoestima, muita energia positiva, e ter ouvido e memória seletiva: só absorva comentários relevantes e edificadores.

O recalque pode vir de desde um amigo distante ou até de um namorado ou parente. E pode surgir de quem e se revelar quando você menos esperar. Geralmente, o recalque é acionado por um misto de admiração e inveja de outra pessoa por você. Também pode aparecer por uma discordância de ideologia ou ponto de vista.

Há um ditado que diz, “amigo é aquele que está ao seu lado nos bons e maus momentos”. Estar ao seu lado nos momentos ruins é fácil, pois há pessoas que se sentem superiores estando do lado de alguém que está numa situacão pior. Faz bem para a noção distorcida de ego deles. Entretanto, quando você dá a volta por cima, de uma forma surpreendente, o recalcado começa a perturbar você com uma enxurrada de grosserias, brigas, implicâncias. Enquanto o amigo de verdade deveria estar feliz pelo seu progresso e lhe dar parabéns, o que acontece é justamente o contrário. Já passou por isso? Pois é, você foi vítima de um recalcado.

Temos a tendência de vitimizar o recalcado, tendo a opinião de que este é vítima de algumas circunstâncias da vida que o faz infeliz, julgando-o como coitadinho, sofrido etc. Às vezes, buscamos entendê-lo como uma pessoa que está passando por um desequilíbrio emocional momentâneo, como um portador de alguma doença psiquiátrica, ou, ainda, como alguém imaturo. Dificilmente encaramos a verdade: é mau-caratismo, mesmo! Poupamo-nos desse cruel julgamento por carinho e afeição pelo recalcado, mas será que o recalcado tem piedade da gente? Não, portanto, não tenha deles. Sim, possa ser mesmo que a pessoa seja imatura ou tenha problemas psicológicos, mas de qualquer forma, não é saudável manter proximidade com pessoas que torcem pelo seu mal.

Uma defesa necessária e fundamental contra o recalcado seria evitar contar detalhes de sua vida a ele. Geralmente, os recalcados são muito “curiosos”, querem saber de tudo, os mínimos detalhes de sua vida: desde qual foi o seu desejum até o que você comprou na farmácia. Uma poderosa arma contra eles é, simplesmente, não contar nada. Ou, ainda, mentir: mentindo, o recalcado concentrará sua energia negativa para algo que não existe, ou, caso descubra sua falácia, deixará de perturbar, visto que perceberá que você não quer compartilhar sua vida com ele e, assim, ele se conscientizaria de que você está a par das intenções dele.

Você não tem culpa alguma de ser feliz ou de alcancar progressos. Você pode estar na pior situação possível, porém, acredite: vai ter sempre um recalcado prestes a soltar farpas para cima de você. Porque ainda que você esteja passando perrengues, o recalcado vai o invejar pela sua capacidade de lidar com os problemas. O mundo está cheio de recalcados, por isso, recomendo muito olho turco, sal grosso e simplesmente um afastamento progressivo destas pessoas. Caso não seja possível, mantenha a diplomacia, mas não dê moral, abertura ou comente seus êxitos.

Para quem não entendeu o que o cebolinha tem a ver com a história, leia uma versão engraçada sobre o que é ser um recalcado: http://desciclo.pedia.ws/wiki/Cebolinha_(quadrinhos)

3 comentários:

Poemas para um oráculo (Ou Somos mendigos-poetas-profetas procurando por um oráculo) disse...

esqueceu de dizer q o recalcado sempre julga o amigo e nao gosta nunca de ser julgado. E também nunca assume q errou, q está errado, fazendo-se assim de vítima. Há também os recalcados que só estao perto de voce nos momentos alegres, nos tristes é simplesmente desaparecem

Maya . disse...

Então Rafael, concordo e discordo. Concordo que esqueci de mencionar que o recalcado geralmente acha que está sempre certo, de não reconhecer seus erros e tal. Mas eu falei, sim, da "vimitização". Não exatamente que recalcados posam de vítimas, mas que as pessoas tendem a vê-los dessa forma. Conclui-se, portanto, que eles se fazem de vítimas para serem vistos dessa forma.

Já sobre recalcados estarem perto nos momentos bons, acho que você está confundindo. Uma pessoa que está do seu lado só nos momentos bons - a maioria, hoje em dia - não seria recalcada. Pelo contrário, o recalcado quer competir e não suporta o sucesso dos outros. Pessoas assim, ao meu ver, seriam interesseiras.

Publicidade Esportiva disse...

Olá! Não tomarei muito de seu tempo.

Venho divulgar que o blog Publicidade Esportiva está de volta ao ar...

Caso se interesse e me visite, será um imenso prazer retornar a esta casa com mais tempo, atenção e calma.

Forte abraço!